Lyrics for Enquanto ha quem quer by Praso :
[Intro: Montana]
Enquanto ha quem quer comprar
Ha quem quer vender
Enquanto ha quem quer comprar
Ha quem quer vender

[Verso 1: Montana]
Umas vaŁo para o aeroporto
Mas de barco ata ao porto
Uma viagem com conforto
Do Algarve ata ao Porto
Ha um nega cio do fumo
E o nega cio mais claro
Que oferece mais lucro e ocupa menos espaa o
Dinheiro naŁo a tudo
Mas sem ele estas sa
E em casa de traficante mulher naŁo limpa o pa
Dinheiro sem porquaȘs
Sempre trouxe cheiro a merda as maŁos do portuguaȘs
1,2,3 vaȘ sa , prea o baixo outra vez
Rotina lucrativa ensina-te a falar francaȘs
Correu bem mas naŁo descansa
Mete mais um motor na lancha e avana a
Fez-se esperana a
No paa­s onde quem a honesto naŁo alcana a
E manda foder quem naŁo dana a
Reza a jesus, a Jesașs Malverde
Para naŁo ficar aa­ a boiar para a pola­cia enriquecer
Na tuga vale o risco, o paa­s a uma novela
PrisaŁo a um hotel, quantos mais anos mais estrelas
Dinheiro naŁo cai do cau
Mas cresce das plantas
No fim do maȘs faz as contas
Sorri, diz que sim
Eles vivem de aparaȘncia
E a consequaȘncia a a falta de competaȘncia
Pouca cultura que censura a inteligaȘncia
As leis taȘm falhas usadas de preferaȘncia
Mais que uma vez
Porque quem mais, menos fez (menos fez)

[RefraŁo: Montana]
Enquanto ha quem quer comprar
Ha quem quer vender
Enquanto ha quem quer comprar
Ha quem quer vender
Enquanto ha quem quer comprar
Ha quem quer vender
Enquanto ha quem quer comprar (ah ah)

Enquanto ha quem quer comprar
Ha quem quer vender
Enquanto ha quem quer comprar
Ha quem quer vender
Enquanto ha quem quer comprar
Ha quem quer vender
Enquanto ha quem quer comprar (ah ah)

[Verso 2: Praso]
Viagem louca, lucra em cada passagem
Procura paraa­so fiscal
Sa desembarca a  percentagem
Existem no sistema buracos na outra margem
Porque 25 corpos debaixo da cama naŁo cabem
De barco para bote
Do porto saem em caixote
Longe do holofote
Um dacimo oferecido no norte
Remessa sem troco, nega cio sem lucro
Desafiam lei da fa­sica
Queriam meter no mesmo sa­tio o [?]
Para tornar isto lega­timo optam pelo ma­nimo
Enforcam as pontas soltas, da-se o fim ao escruta­nio
Com ou sem patroca­nio
Quem tem p’a vender sabe o seu doma­nio
PorquaȘ tanto fasca­nio?
Contas na Sua­a a ou da­zima na missa
Caridade camuflada a a humildade postia a
O fruto proibido a o mais apetecido
A salvaa aŁo do bairro pode vir do investidor desconhecido
Que enche a boca a quem naŁo estava convencido
Tem ajudado bastante por mais do que tenha tido
Poder e juiz a saber prometido
Mas a legalizaa aŁo esta nas maŁos do executivo
E a imperativo domesticar contribuintes
Do facista ao pedinte
Do roto ao com requinte
Todos pedem e todos querem
E os que me devem, se quiserem

[RefraŁo: Montana]
Enquanto ha quem quer comprar
Ha quem quer vender
Enquanto ha quem quer comprar
Ha quem quer vender
Enquanto ha quem quer comprar
Ha quem quer vender
Enquanto ha quem quer comprar (ah ah)

Enquanto ha quem quer comprar
Ha quem quer vender
Enquanto ha quem quer comprar
Ha quem quer vender
Enquanto ha quem quer comprar
Ha quem quer vender
Enquanto ha quem quer comprar (ah ah)

[Verso 3: Harte]
Quem quer comprar encontra quem vende
O melhor cliente a aquele que volta sempre
A medicina naŁo a cura para este doente
Sa precisa da dose suficiente para se esquecer do tempo
Quantos loucos o mundo tem?
Loucura para toda a gente
Procura informaa aŁo atravas da visaŁo
Usar a mente para evitar a prisaŁo
E naŁo acabar por provar a munia aŁo
Encomenda entregue dinheiro na maŁo
Se naŁo sete palmos debaixo do chaŁo (porque)
Chibo a o tipo que naŁo gosto
NaŁo quero o meu estilo exposto
Identificado numa foto no posto da pola­cia
Rosto tapado
Tapados andam os que acreditam em qualquer nota­cia
Sem influaȘncia o que a que te influencia?
Sem ajuda este paa­s naŁo saa­a, arranjava saa­da
Siga terapia dos lobos desconfio da teoria que enganou todos
Bem podia ser diferente, pois podia
Mas naŁo da, nem em sonhos
Ja naŁo ha esperana a no futuro
Dia de amanhaŁ a cinzento
Como o meu pensamento
Todos querem-me imitar por dentro
Mas nah
Controlar cada momento e a intensidade
Porque eu sa quero provar a liberdade

[RefraŁo: Montana]
Enquanto ha quem quer comprar
Ha quem quer vender
Enquanto ha quem quer comprar
Ha quem quer vender
Enquanto ha quem quer comprar
Ha quem quer vender
Enquanto ha quem quer comprar (ah ah)

Enquanto ha quem quer comprar
Ha quem quer vender
Enquanto ha quem quer comprar
Ha quem quer vender
Enquanto ha quem quer comprar
Ha quem quer vender
Enquanto ha quem quer comprar (ah ah)

Club 120